Filmes

Jimmy Kimmel voltará a apresentar os Oscars

Após a sua estreia como apresentador no Oscar deste ano, o humorista norte-americano Jimmy Kimmel repetirá como mestre de cerimônias de 90 edição dos prêmios da Academia de Hollywood e porno de maduras, que serão entregues no dia 4 de março de 2018, informou a instituição através de um comunicado.

“Se acreditais que metemos a perna com o final deste ano, por isso espere para ver o que temos planejado para o show de 90 anos!”, disse Kimmel com ironia com putas lleida e putas vigo em referência ao nobre falha com o que se fecharam os últimos Oscar. Um erro histórico e esperpéntico deu pela vencedora do Oscar de melhor filme ao musical Da terra, quando, na verdade, a vencedora da estatueta era o drama Luar.

Continuar a ler

O que pensam sobre Netflix Almodóvar e Will Smith

O cineasta espanhol Pedro Almodóvar, presidente do júri da competição oficial do Festival de Cannes, foi assinado o que “seria um enorme paradoxo” que o filme que se leve a Palma de Ouro desta edição não possa ser vista em uma tela grande. Almodóvar se referia à polêmica suscitada desde que se anunciou a programação de 70 Festival de Cannes, que começou nesta quarta-feira, pela participação na competição de dois filmes produzidos pela plataforma Netflix que não serão lançados nas salas de cinema.

Continuar a ler

Carros e sexo em filme Fast & Furious 8

Nos tempos atuais importa mais um grande lançamento na China do que arrasar na bilheteria norte-americano. E neste fim de semana, a estreia de Fast & Furious 8 confirmou essa tendência. A oitava edição da série baseada em carros ultra-rápidos e a família (elemento de ligação entre os personagens, que tem crescido ao longo dos capítulos) conseguiu uma nova marca na bilheteria de uma estreia mundial de três dias (sem que tivesse feriados que añadieran jornadas, a cobrança). O filme chegou —são dados provisórios— os 532,5 milhões de dólares (500,9 milhões de euros), graças aos 190 milhões de dólares (178 milhões de euros) de euros só na China, que se tornou o primeiro mercado por lucros do mundo. Os filmes de Hollywood representam 25% da bilheteria china.

O filme de aventuras estreou em 64 territórios (em o mundo do cinema não se mede por países, mas por territórios) no passado fim-de-semana e com esses 532,5 milhões de dólares supera o recorde anterior de Star Wars: o despertar da Força, com 529 milhões de dólares (496 milhões de euros), que por sua vez já havia derrotado Jurassic World, com 525 milhões (493 milhões de euros) e os videos de sexo. Curiosamente, Fast & Furious 8 ganhou um terço menos do que a sétima edição de sua saga no território Eua + Canadá, onde —apesar de arrancar a primeira em bilheteria— ganhou 100,2 milhões de dólares (94 milhões de euros), longe de 170 milhões de dólares (160 milhões de euros) de sua antecessora, a última em que aparecia o ator Paul Walker.

Continuar a ler

O valor histórico da cinemateca

O grupo parlamentar Unidos Podemos registrou na tarde de ontem uma proposição não de Lei para debater na comissão de Cultura ou no Plenário do Congresso dos Deputados, com a intenção de que a Filmoteca Espanhola deixe de ser uma subdireção-geral do Ministério da Cultura e se transforme em um organismo independente, como o museu do Prado, Reina Sofia e a Biblioteca Nacional. Desde 1984, a Cinemateca foi fundada em 1953, depende do ICAA, a instituição que rege o cinema dentro da Cultura e, portanto, deve ser dirigida por um funcionário e não tem autonomia orçamental.

Continuar a ler

‘Sully’, com Clint Eastwood e Tom Hanks

O fato de que Clint Eastwood deverei estar com um novo filme deve ser um evento para qualquer cinéfilo. Verdade que nem sempre acerta no alvo, mas o seu cinema sempre é interessante. Além disso, no caso de ‘Sully’ conta com o incentivo adicional de ser a sua primeira colaboração com Tom Hanks. Para isso, foram com base em um excepcional caso real que foi muito comentado há apenas sete anos, e falando de anos, atenção a video porno xxx.

‘Sully’ chega a Portugal esta próxima sexta-feira, 5 de novembro com um atraso de quase dois meses desde sua estreia nos Estados Unidos no dia 9 de setembro. Lá tem funcionado muito bem na bilheteria -apenas no país onde foi internado mais de 122 milhões de dólares, quando o seu orçamento foi de apenas 60 – e também tiveram uma recepção calorosa por parte da crítica -é o seu trabalho mais valorizado do ‘Cartas de Iwo Jima’ (‘Letters From Iwo Jima’).

Continuar a ler

Os melhores filmes de 2016 até agora

Eu sei que o normal é publicar estas listas no meio do ano, e essa era a minha intenção, até que vi que não tinha visto o suficiente filmes especialmente recomendadas. Leio elogios demasiado entusiastas e ao contrário, quando o certo é que é o bom cinema escassear, como todos os anos. Há que ir mais além do que vende Hollywood (ou as cadeias de televisão).

Eu gosto de pensar que esses artigos podem ser úteis; alertar o leitor para que recupere estreias que talvez não prestou atenção, ou lhe geravam dúvidas. Além disso, é uma excelente desculpa para iniciar um debate sobre a safra cinematográfica deste ano, a qual apenas restam três meses. Assim que a partir de julho eu vi mais filmes e menos séries (eu recomendo a fabulosa ‘The Night Of’). Eu acho que, a essas alturas, já passaram por minhas retinas todas as novidades mais importantes, as mais apresentando êxitos e os mais votados por crítica e público), bem como os trabalhos que estão causando divisão de opiniões.

Continuar a ler